aquela de quando você pensa que…

-Alô?

– Você estava certa… Eu deveria ter feito tudo diferente, deveria ter ido atrás, não ter mandado apenas recados nem nada. Fui injusto.

–  Ta falando do que?

– Sabe, eu queria ter falado tudo. Sempre fui assim, deixo as coisas a deriva, deixo elas irem, deixo fluir pensando que deve ser assim… e no fim… droga!

– Ta mas…

– Sei que você não é a culpada. Você tentou, você disse que daria tempo ao tempo, você me disse que aceitaria o que eu decidi, assim, sem reclamar. Apenas assentiu, e me falou “Calma, é assim mesmo. Vai dar certo”. Mas não está!

– Você bebeu?

– Não to bêbado, eu só queria saber porque tudo é assim, porque parece que que me sinto um cachorro que acabou de cair da mudança. Perdido. Aonde tá meu apoio? Aonde tá minha parede pra eu poder me apoiar e ficar ali a minha vida inteira?

– Olha, você não precisa pedir desculpas. Eu te disse, as coisas se resolvem. Eu to aqui, não vou fugir nem nada. Mas se quiser conversar sobre nós eu…

– Do que você ta falando?

– Do que VOCÊ ta falando!?

– Meu terno. Que mandei lavar. Voltou todo manchado! Deveria ter lavado eu mesmo. Mandado pra minha mãe, sei la… Você pensou que era o que?

– Ah, nada não. Só pensei demais…

Anúncios
aquela de quando você pensa que…

Um comentário sobre “aquela de quando você pensa que…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s